11
abr
2018

10 aeronaves militares supersônicas mais rápidas do mundo

Aeronaves militares supersônicas

Muitas pessoas chegaram a duvidar de que essas aeronaves militares supersônicas não atingiriam a velocidade prometida. Porém, cada dia que passa, fica mais difícil duvidar delas com o grande avanço da tecnologia, pois elas ultrapassam a velocidade do som. Algo que era simplesmente impossível de se imaginar nos primórdios da aviação. Quando essas aeronaves militares supersônicas alcançam essa velocidade, um cone branco é formado por gotículas de água condensada, devido à súbita queda de pressão em regiões ao redor da aeronave. Confira 10 aeronaves militares supersônicas mais rápidas do mundo.

1. Su-27 Flanker

Aeronaves militares supersônicas

O Sukhol Su-27 é um fighter bimotor construído pela ex-URSS. O grande objetivo era tentar superar os aviões americanos igualmente avançados. O avião fez o primeiro voo em maio de 1977, mas só entrou na ativa com a Força Aérea Soviética em 1985. A aeronave pode atingir uma velocidade supersônica máxima de Mach 2,35. O Su-27 ganhou a reputação de ser um dos fighters mais eficientes da época. Alguns permanecem em uso militar na Rússia, Bielorrússia (Oficialmente República de Belarus) e Ucrânia.

2. F-111 Aardvark

Aeronaves militares supersônicas

O F-111 Aardvark foi uma aeronave de ataque tático desenvolvido na década de 1960 pela General Dynamics. O avião de duas pessoas entrou para o serviço da US Air Force em 1967. Foi usado para campanhas de bombardeamento estratégico, reunindo reconhecimento e execução eletrônica. O F-111 foi capaz de voar a uma velocidade de Mach 2.5 (ou 2.655 km/h). Amplamente utilizado durante a Guerra do Vietnã, o F-111 Aardvark foi aposentado em 1998. Mas sem dúvida é considerado uma das grandes aeronaves militares supersônicas daquele tempo.

3. F-15 Eagle

Aeronaves militares supersônicas

O F-15 Eagle é um fighter tático bimotor, cujo modelo foi amplamente reproduzido pelas indústrias da década de 1980. Desenhado pela McDonnell Douglas em 1967, o avião F-15 Eagle foi projetado para ganhar e manter a superioridade aérea sobre as forças inimigas durante o combate. O modelo voou pela primeira vez em julho de 1972 e entrou oficialmente para ativa a serviço da US Air Force em 1976. O caça é capaz de voar a velocidades superiores a Mach 2,5, algo equivalente a 2.655 km/h. Além disso, eles são considerados um dos aviões mais bem sucedidos já fabricados.

4. MIG- 31 Foxhound

Aeronaves militares supersônicas

O Mikoyan MIG-31 Foxhound é um grande bimotor soviético produzido para interceptar aviões estrangeiros em altas velocidades. Uma dessas aeronaves militares supersônicas fez o primeiro voo em setembro de 1975. O modelo foi introduzido ao serviço da defesa aérea da ex-URSS no ano de 1982. Dentre as façanhas, o avião atinge velocidades de Mach 2,83 (3000 km/h). Além disso, é capaz de executar o voo supersônico mesmo em baixas altitudes. O MIG-31 ainda está na ativa, atuando na Força Aérea Russa e na Força Aérea do Cazaquistão.

5. XB-70 Valkyrie

Aeronaves militares supersônicas

Com seis motores, o gigante XB-70 Valkyrie foi um protótipo de bombardeiro estratégico de armas nucleares, criado pela Força Aérea Americana na década de 1950. Apenas dois exemplares foram construídos, sendo usados em voos supersônicos de teste entre os anos 1964 e 1969. O avião alcançou a velocidade máxima em 14 de outubro de 1965, quando acelerou a Mach 3,02 (3,219 km/h), a uma altitude de 21.300m. Um dos modelos foi perdido em 1966, após uma colisão em pleno ar. O outro XB-70 foi preservado e se encontra em exibição permanentemente no Museu Nacional da Força Aérea dos Estados Unidos.

6. Bell X- 2 Starbuster

Aeronaves militares supersônicas

O Bell X-2 foi um avião de pesquisa movido a foguete. Especialmente construído para investigar questões aerodinâmicas com o voo supersônico dentro do Mach 2 e Mach 3. O projeto foi desenvolvido pela Força Aérea dos Estados Unidos da América em conjunto com a Bell Aircraft Corporation e o Comitê Consultivo Nacional (o precursor da NASA), em 1945. Apelidado de “Starbuster”, o avião completou o primeiro voo em novembro de 1955. No ano seguinte, em setembro de 1956, o Bell X-2 chegou a Mach 3,2 (3,370 km/h). No entanto, pouco depois de atingir a essa velocidade, o avião ficou fora de controle enquanto ainda estava acima de Mach 3. As tentativas para recobrar a rotação falharam e o trágico acidente encerrou o programa X- 2. O Bell X-2 realizou apenas 20 voos de teste.

7. MIG-25 Foxbat

Aeronaves militares supersônicas

O Mikoyan-Gurevich (MIG-25 Foxbat) foi uma das mais rápidas aeronaves militares supersônicas que entraram para o serviço da ex-URSS. Com uma velocidade máxima de Mach 3,2 (3.524 km/h), foi projetado para interceptar aeronaves inimigas em velocidades supersônicas para coletar dados de reconhecimento. A aeronave fez o primeiro voo em 1964 e foi usada pela primeira vez pelas Forças de Defesa Aérea Soviéticas em 1970. O Foxbat MIG-25 ainda está em serviço na Força Aérea Russa, mas também é utilizado por vários outros Países, incluindo a Força Aérea da Argélia e a Força Aérea da Síria.

8. Lockheed YF-12

Aeronaves militares supersônicas

O Lockheed YF-12 era uma aeronave protótipo desenvolvida pela Lockheed Corporation no início dos anos 1960. O enorme avião de duas pessoas foi construído para interceptar aeronaves inimigas a velocidades Mach 3. O YF-12 fez o primeiro voo em 1963 e atingiu uma velocidade máxima de Mach 3,2 (3330 km/h), a uma altitude de 24.400m. A Força Aérea dos Estados Unidos da América acabou por cancelar o programa, mas o YF-12 fez uma série de voos de investigação para a Força Aérea Americana e para a NASA até 1978.

9. SR-71 Blackbird

Aeronaves militares supersônicas

O desempenho e as realizações do SR- 71 Blackbird o colocam como um dos maiores êxitos da tecnologia de aviação durante a Guerra Fria. Desenvolvido para fins de reconhecimento, foi um dos projetos mais avançados de autoria da Lockheed na década de 1960. O programa foi conhecido como “The Black Project“, o que significava que era altamente classificado. O Blackbird poderia acelerar a Mach 3,3 (3.540 km/h) a uma altitude de 24.400m. O SR-71 fez o primeiro voo em dezembro de 1964, mas só permaneceu ativo na Força Aérea dos Estados Unidos entre 1964 e 1998. O bimotor foi capaz de interceptar ameaças potenciais durante missões de reconhecimento.

10. X-15

Aeronaves militares supersônicas

O foguete X-15 fazia parte de uma frota de aeronaves militares supersônicas experimentais operadas conjuntamente pela NASA e pela Força Aérea dos Estados Unidos. Curiosamente, durante o programa X-15, 13 voos por oito pilotos diferentes ultrapassaram uma altitude de 80 km. O programa contou com notáveis pilotos da NASA e da Força Aérea, incluindo Neil Armstrong, o homem que viria a se tornar a primeira pessoa a pisar na lua. Infelizmente, o X-15 foi aposentado em 1970, mas ainda mantém o recorde mundial oficial para a maior velocidade já alcançada por uma aeronave tripulada. Algo em torno de Mach 6.72, o que representa 6,72 vezes a velocidade do som, ou 7,274 km/h.

Via Ciências Online

Veja Também:

10 lugares atrativos com as águas mais perigosas do mundo

As mais impressionantes tropas militares de elite do mundo

10 motos incríveis mais caras e mais potentes do mundo

O Mecanismo: quem é quem na série de ficção e na vida real

Loading...

loading...